Nutrição Equilibrada Alimentação saudável sem terrorismo

1 – O que é alimentação saudável?

Muito se tem falado sobre alimentação saudável. E não é de hoje. Há muitas opiniões fortes sobre o que seria mais correto e o que deveríamos evitar ou deixar totalmente de lado na nossa alimentação.

A ciência da Nutrição

A Nutrição considera como saudável a alimentação que atende a uma série de questões, definidas como biopsicossociais e ambientais.

O aspecto biológico

Creio que este seja o aspecto mais debatido; nele, a ciência da Nutrição pode fornecer orientações gerais sobre a composição dos alimentos e sua distribuição adequada na dieta e também individualizar as necessidades nutricionais de acordo com as características de cada pessoa, através de cálculos e estimativas.

A importância da cooperação

Vale destacar que o sucesso do acompanhamento nutricional depende não só do conhecimento teórico sobre os alimentos, mas passa de forma muito significativa pela interação entre profissional e paciente.

O aspecto psicológico

Esse é um dos mais fascinantes, já que interfere de forma profunda na alimentação, de formas objetiva e subjetiva, de modo incrível! E não só na alimentação, como bem sabemos, mas em tudo! Para mim consiste em um dos aspectos de maior importância, pela forte influência que exerce em nossa saúde de forma geral.

Dentro desse aspecto gostaria de destacar a influência dos medos e culpas na alimentação, o que pode tornar praticamente qualquer alimentação menos saudável apenas pela existência desses sentimentos de forma associada, os quais levam muitas vezes à adoção de dietas de restrição desbalanceadas e que, em seus efeitos, podem causar maiores malefícios que benefícios.

Um ditado que aprendi cedo na vida acadêmica e que uso sempre é: “toda restrição severa leva à compulsão”. Nesse sentido podemos nos referir com facilidade aos transtornos alimentares como Bulimia e Anorexia, que são formas graves de desvios do comportamento alimentar que envolvem uma distorção severa da realidade da pessoa acerca de si mesma, seu corpo e a relação correta com os alimentos. Falaremos sobre os transtornos em outra oportunidade.

Mas fica o destaque para a importância de associar a alimentação, de forma muito positiva, a sentimentos como ALEGRIA e GRATIDÃO. Talvez essa seja a mensagem mais importante desse texto. A alimentação saudável passa pela visão positiva dos alimentos e da própria alimentação. Se você esquecer de todo o resto, lembre-se dessas duas palavras (ALEGRIA e GRATIDÃO) associadas  a cada refeição.

O aspecto social

O aspecto social também é importante na Nutrição para a saúde, estando associado ao aspecto psicológico.

Nele destaca-se a relevância de se fazer refeições em grupo, como parte importante da saúde. De maneira positiva, claro! De preferência com uma boa dose de risadas! E todo encontro social costuma envolver a alimentação. Fica a reflexão sobre a importância desses encontros para a saúde alimentar.

A reflexão ambiental

Por fim, no aspecto ambiental, é sempre bom refletirmos em como nossos alimentos são produzidos, no impacto para o planeta e questões afins. O apoio à alimentação orgânica é fundamental, nas formas em que for possível a cada um. Mas falaremos sobre isso mais pra frente.

Conclusão

Lembre-se de agradecer e associar a alimentação a bons sentimentos e companhias, além de fazer as melhores escolhas de forma individual sobre o quê, quanto e como comer. Aproveite esse prazer maravilhoso e constante que a vida traz, de forma consciente. Fica a dica!